SAIBA POR QUE UM RÓTULO PERSONALIZADO DEVE TER AS INFORMAÇÕES GERAIS DE UM PRODUTO

Os rótulos são colocados nos produtos para agregar valor, informar e chamar a atenção do consumidor, porém mais do que isso, eles precisam atender especificações de um rótulo personalizado de alimento, pois caso contrário, o seu produto não estará de acordo com as determinações apontadas pela Agência Nacional de Vigilância de Sanitária (ANVISA).

Rótulo personalizado para alimentos.

As especificações de um rótulo de alimento não podem ser deixadas de lado, pois são essas informações as responsáveis por fazer com que o seu cliente adquira o seu produto.


Mais do que leis bem definidas, as especificações de um rótulo personalizado de alimento não podem ser negligenciadas, pois a ANVISA é um órgão que traz leis claras para o ramo alimentício.

Dentre as normas que definem as especificações de um rótulo personalizado de alimento está o Regulamento Técnico sobre Rotulagem de Alimentos Embalados (RDC nº259).


Especificações de um rótulo personalizado de alimento constam na RDC nº259 de 20 de setembro de 2002

Publicado em 20 de setembro de 2002, pode parecer desatualizado, devido ao fato de ter sido publicado há 18 anos, ele traz a regulamentação de como o produto precisa ser definido e a sua representação considerando o que a lei brasileira diz.


A lei brasileira é responsável por essa denominação e sem ela o rótulo personalizado não está regular. Os únicos alimentos que não precisam ter rótulos personalizados com todos os itens são aqueles que consistem em apenas um alimento, ou seja, arroz, café, farinha de mandioca e outros. Os demais precisam seguir as especificações de um rótulo de alimento.


Já no rótulo personalizado, a informações sobre a origem do produto deve aparecer. Sendo assim, o comprador precisa ser informado sobre onde o produto foi fabricado assim como qual é o nome da empresa e como ele faz para falar com ela, em caso de necessidade.


Especificações de um rótulo personalizado de alimento variam dependendo do seu prazo de validade

Além disso, informações como prazo de validade e lote não podem ser negligenciadas, afinal esse o primeiro dado que o consumidor procura. Caso o prazo de validade seja menor que três meses, a empresa precisará colocar no rótulo o dia, mês e ano, mas se o prazo for maior, a informação deve ter apenas o mês e o ano que o produto está válido.

Especificações de um rótulo de alimento exige informações sobre alergênicos e a presença ou não de lactose.


Os alergênicos não eram necessários no rótulo personalizado até maio de 2015, porém de junho pra cá, o regulamento que determina a presença dos alimentos alergênicos nos produtos precisa constar, porque eles causam 90% das alergias.


Os produtos considerados alergênicos são: leite, oleaginosas, peixes, ovo, amendoim, soja, trigo e frutos do mar. Além dessa informação, desde o começo do ano, os produtos brasileiros devem incluir no rótulo personalizado se ele é “zero lactose” ou “sem lactose”, “baixo teor de lactose ou “baixo em lactose” e “contém lactose”.


Essas informações também são necessárias tendo em vista que muitas pessoas não podem consumir determinadas quantidades de lactose.


A Teclabel fabrica rótulos personalizados de alta qualidade!

Pensando em adquirir rótulos personalizados de alta qualidade e despertar maior interesse do seu público!

Faça um orçamento agora com nossa equipe!