top of page

Quais são as normas de rótulos personalizados para produtos alimentícios?

No mercado de alimentos, um rótulo personalizado bem projetado pode ser um diferencial crucial para a comercialização de um produto. No entanto, é fundamental estar ciente das normas e regulamentos que governam os rótulos personalizados dos produtos alimentícios.


Neste artigo, exploraremos as principais diretrizes técnicas para a criação de rótulos personalizados em conformidade com as normas vigentes. Vamos detalhar todas as normas dos rótulos personalizados e garantir que o seu produto esteja em conformidade.


1. Nome e Endereço do Fabricante: Todo rótulo personalizado para produto alimentício deve conter o nome e endereço do fabricante. Essa informação permite que os consumidores saibam de onde o produto é originário e oferece um canal para entrar em contato com o fabricante, se necessário.


2. Lista de Ingredientes: A lista de ingredientes é uma parte crítica do rótulo personalizado. Ela deve ser clara, legível e apresentada em uma fonte de tamanho adequado. A lista deve ser organizada em ordem decrescente de quantidade, ou seja, o ingrediente mais abundante deve aparecer primeiro. Além disso, é importante destacar alergênicos comumente reconhecidos, como glúten, crustáceos, ovos, leite, entre outros, conforme exigido pelas leis aplicáveis.


3. Informações Nutricionais: As informações nutricionais fornecem aos consumidores dados essenciais sobre o conteúdo nutricional de um produto alimentício. É necessário que o rótulo personalizado deve conter informações sobre calorias, gorduras, carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais. Esses dados devem ser apresentados de forma clara e legível, geralmente em formato de tabela.


4. Data de Validade e Armazenamento: Todo rótulo personalizado para produto alimentício deve conter informações sobre a data de validade, garantindo que os consumidores saibam até quando o produto é seguro para consumo. Além disso, é importante fornecer instruções de armazenamento adequadas, como temperaturas recomendadas e condições específicas para manter a qualidade do produto.


5. Alegações e Informações Adicionais: Ao criar um rótulo personalizado, é crucial estar atento às alegações de saúde ou propriedades funcionais. As regulamentações são rigorosas nesse aspecto, exigindo evidências científicas robustas para suportar qualquer alegação feita. É necessário evitar afirmações enganosas e garantir que todas as informações fornecidas sejam precisas e verificáveis.

Em um mundo onde a transparência e a segurança alimentar são prioridades, conhecer e seguir as normas de rótulos personalizados para produtos alimentícios é essencial. As diretrizes técnicas mencionadas acima são apenas um ponto de partida para garantir a conformidade com os regulamentos vigentes. Lembre-se de que cada país pode ter suas próprias regulamentações específicas, por isso é fundamental pesquisar e se atualizar regularmente para evitar complicações legais. Ao criar um rótulo personalizado para seu produto alimentício, as informações tem que ser claras e precisas para ganhar a confiança dos consumidores e alcançar o sucesso no mercado. Certifique-se de trabalhar com profissionais qualificados, como designers gráficos e especialistas em regulamentação de alimentos, para criar um rótulo personalizado que esteja em conformidade com todas as normas aplicáveis.

bottom of page