top of page

Como usar corretamente a etiqueta de criogenia em laboratórios

Nos laboratórios modernos, a criogenia desempenha um papel fundamental na conservação e armazenamento de amostras valiosas, como células, tecidos e materiais biológicos. Para garantir a integridade dessas amostras e a eficácia de sua utilização posterior, é essencial utilizar corretamente a etiqueta de criogenia.


Escolha de etiquetas apropriadas:

Ao utilizar a criogenia, é crucial selecionar etiquetas projetadas especificamente para resistir às baixas temperaturas e ao ambiente de armazenamento criogênico. Essas etiquetas são fabricadas com materiais duráveis e resistentes a temperaturas extremas, não é qualquer etiqueta que resiste ao ambiente criogênico, sendo assim procure empresa especializada que seja fabricante e utilize sistemas de controle de qualidade como a ISO9001.


Esses materiais específicos garantem que as etiquetas permaneçam legíveis e aderentes mesmo em condições criogênicas que ficam a -196 C.


As etiquetas de criogenia devem ser claramente identificadas com informações relevantes sobre as amostras armazenadas. É essencial incluir dados como o nome da amostra, a data de armazenamento, o código do experimento e outras informações relevantes. Essa identificação precisa facilitar a rastreabilidade das amostras e evitar confusões ou erros durante sua manipulação.

As etiquetas devem ser aderidas corretamente às superfícies. Certifique-se de que a superfície esteja limpa e seca antes de aplicar a etiqueta. Além disso, verifique se a etiqueta está firmemente colada e livre de bolhas de ar, pois, isso pode prejudicar a legibilidade e a aderência da etiqueta. Utilize uma pressão adequada para garantir uma adesão duradoura.


Por ser uma etiqueta muito técnica e específica, a escolha de uma impressora de qualidade é primordial para garantir a segurança dos dados e a identificação duradoura, que não se apague! Lembrando que estamos falando de um ambiente muito hostil onde o congelamento e a exposição a temperaturas extremas são os vilões da resistência.

Após a etiquetagem das amostras, é fundamental armazená-las corretamente em recipientes adequados para criogenia, como tubos de armazenamento criogênico ou tanques de nitrogênio líquido. Certifique-se de que as amostras etiquetadas sejam armazenadas em locais apropriados, identificados e organizados de forma sistemática. Isso garante a identificação das amostras e conferências quando necessário.


A etiqueta específica técnica de criogenia desempenha um papel crucial na garantia da rastreabilidade e integridade das amostras armazenadas em laboratórios criogênicos. Ao seguir as melhores práticas mencionadas acima, você poderá utilizar corretamente a etiqueta de criogenia, garantindo que as informações não sumam e sua etiqueta dure todo o processo.

bottom of page